Notícia

Pesquisa revela percepção dos consumidores brasileiros sobre rotulagem nutricional de alimentos

Rotulagem eficaz pode impactar na redução de doenças relacionadas à má alimentação, como diabetes, hipertensão e obesidade

Freepik

Fonte

Embrapa | Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária

Data

quinta-feira, 2 julho 2020 09:15

Áreas

Nutrição Coletividades

Semáforo, lupa, círculo, triângulo e octógono, pretos ou coloridos. Os alertas nutricionais frontais em alimentos industrializados foram implementados em vários países do mundo e estão prestes a serem adotados no Brasil. Para subsidiar a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no processo de revisão do marco regulatório de rotulagem nutricional, uma equipe de cientistas realizou uma pesquisa com o público brasileiro. O trabalho foi feito pela Embrapa Agroindústria de Alimentos (RJ) em parceria com a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e com a Universidad de la República (UDELAR) do Uruguai, a partir de um edital conjunto aberto pela Anvisa e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Coordenado pela pesquisadora da Embrapa Dra.Rosires Deliza, o estudo buscou investigar o efeito de diferentes modelos de rotulagem nutricional na percepção do consumidor brasileiro sobre a saudabilidade de alimentos industrializados. Foram usados diversos padrões de rotulagem frontal empregados em outros países (imagens abaixo). Os resultados foram publicados na revista científica internacional Food Quality and Preference (2020).

Em síntese, as conclusões apontam que o uso de sinais familiares frequentemente usados para transmitir uma mensagem de alerta – como o octógono preto, triângulo preto e círculo vermelho – podem superar outros sinais gráficos desconhecidos, devido à capacidade de facilitar a interpretação das informações nutricionais pelos consumidores. E, em relação à cor, os sinais pretos parecem exigir menos tempo para serem detectados quando incluídos nos rótulos coloridos dos alimentos, em comparação com os sinais vermelhos.

Apoio às políticas públicas

De acordo com a cientista da Embrapa, o estudo reforça as vantagens dos alertas frontais dos rótulos, fato que tem sido confirmado por outros trabalhos de pesquisa. Os resultados obtidos fornecem subsídios para políticas públicas alimentares e decisões gerenciais de indústrias de alimentos. Para a pesquisadora, as novas regras de rotulagem nutricional frontal podem estimular a indústria no Brasil a entregar alimentos mais saudáveis, uma vez que os consumidores estarão mais atentos para produtos com alto teor de sódio, açúcar e gordura, por exemplo. “A engenharia de alimentos, além da preocupação com a questão tecnológica, já vem adotando um olhar mais sistêmico, voltado para a saúde dos consumidores, e a tendência com a nova regulamentação é que ampliem essa prática”, aponta a pesquisadora.

No processo de revisão da rotulagem nutricional, a Anvisa conta com a participação da sociedade civil. Além do estudo realizado na Embrapa, a Agência cumpre um cronograma de atividades com órgãos de governo, associações e entidades do setor produtivo e da sociedade civil, representações dos profissionais de saúde, conselhos, universidades, laboratórios e de organismos internacionais.

Acesse o resumo do artigo científico (em inglês).

Acesse a notícia completa na página da Embrapa.

Fonte: Aline Bastos, Embrapa Agroindústria de Alimentos. Imagem: Freepik.

Em suas publicações, o Canal Nutrição da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Canal Nutrição tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que  cadastrados no Canal Nutrição e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Canal Nutrição, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2020 Canal Nutrição | Canal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Alimentos, Alimentação, Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account