Notícia

É época de alcachofra: Embrapa dá dicas de como comprar, conservar e consumir

A alcachofra é uma excelente entrada em uma refeição, acompanhada de molhos de queijo, manteiga ou vinagrete

Pixabay, arte

Fonte

Embrapa | Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária

Data

sexta-feira, 8 outubro 2021 17:00

Áreas

Gastronomia. Nutrição Coletividades

A Embrapa Hortaliças dá dicas de como comprar e consumir a alcachofra.

A alcachofra é uma hortaliça trazida para o Brasil pelos italianos que a cultivam há pelo menos dois mil anos. Da família Asterácea, a mesma da alface, chicória e girassol, é nativa da Região Mediterrânea e cultivada como planta perene.

Consome-se o botão floral, formado por um conjunto de escamas e uma base carnosa de onde saem as escamas. A alcachofra é fonte de vitamina C, ácido fólico, magnésio e potássio. Possui poucas calorias e é rica em fibras.

Como comprar

Há diferentes formas de botões, compridos e pontudos e até com extremidade redonda ou quase achatada. Os dois grupos principais são os de botões verdes e os de botões arroxeados. Neste texto, somente a alcachofra de botões arroxeados será considerada, por ser o tipo mais encontrado no mercado brasileiro.

Os botões devem estar bem fechados, com as escamas bem aderidas e com a tonalidade roxo–escuro na ponta e verde na base. Quando a cor roxa começa a ficar mais clara, as escamas ficam fibrosas e de baixa qualidade e ocorre o afrouxamento das mesmas. Evite alcachofras com talos murchos, com áreas machucadas (que se tornam escuras) ou com mofo. A alcachofra é muito sensível ao manuseio; portanto, escolha-a com cuidado, sem machucá-la.

Como consumir

A alcachofra é uma excelente entrada em uma refeição, acompanhada de molhos de queijo, manteiga ou vinagrete. Serve de recheio, base para molho ou preparo de massas. É usada como guarnição para acompanhar carne, frango ou peixe. Também pode ser usada como sobremesa.

Com uma faca afiada, corte o talo próximo à base e descarte as pontas das escamas. Até prepará-la, mantenha-a em água com limão ou vinagre para que não perca a cor natural.

As flores bem pequenas podem ser servidas inteiras, cozidas e cortadas em fatias bem finas. Quando as flores são maiores, a maneira tradicional de preparo é o cozimento em água com sal e suco de limão. O cozimento deve ser feito por cerca de 30 minutos, ou até que as escamas se soltem com facilidade.

Para consumi-la, serve-se a flor inteira, da qual se consome a base das escamas ou folhas e o coração. Suga-se a seiva das escamas uma a uma, depois de passá-las no molho de preferência, e descartam-se as escamas em seguida. Depois de tirar todas as escamas, tem-se o fundo fibroso, que deve ser removido delicadamente com um garfo ou colher até chegar ao coração. O coração é considerado a parte mais nobre da alcachofra. Ele tem textura bastante tenra e é consumido, assim como as escamas, com o molho de preferência.

O coração também pode ser usado para preparar diferentes pratos, como pastas, massas e no acompanhamento de carnes diversas, ou pode ser consumido cru, picado e temperado com molho tipo vinagrete.

Para descongelar a alcachofra, deixe-a na parte baixa da geladeira de um dia para o outro ou por quatro horas à temperatura ambiente, antes do preparo do prato. Em seguida, cozinhe-a em água fervente com sal e algumas gotas de limão, com a ponta das escamas para cima.

Acesse dicas de como conservar  a alcachofra.

Acesse a notícia completa na página da Embrapa.

Fonte: Embrapa Hortaliças. Imagem: Pixabay, arte.

Em suas publicações, o Canal Nutrição da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Canal Nutrição tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que  cadastrados no Canal Nutrição e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Canal Nutrição, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2021 Canal Nutrição | Canal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Alimentos, Alimentação, Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account