Notícia

UFPB estuda potencial de concentrado proteico a base de leite caprino contra melanoma humano

Proteínas do soro do leite de cabra apresentam maior potencial funcional em comparação com as do leite de vaca

Pixabay

Fonte

UFPB | Universidade Federal da Paraíba

Data

quinta-feira, 29 abril 2021 08:55

Áreas

Nutrição Clínica. Saúde Pública

Uma pesquisa da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) é responsável pelo desenvolvimento do processo tecnológico de obtenção de um concentrado proteico em pó de soro de leite caprino com 64% de proteína e capacidade de inibir a proliferação de células malignas de melanoma humano.

Esse concentrado proteico foi obtido a partir de soro de leite de cabra, por meio da precipitação isoelétrica, separação por membrana (diálise) e secagem por liofilização. As proteínas presentes no produto apresentam propriedades bioativas, funcionais e nutracêuticas, atendendo a uma demanda da indústria de alimentos e dos consumidores na crescente busca por alimentos funcionais com benefícios diretos à saúde.

De acordo com a professora Dra. Tatiane Santi Gadelha, do Departamento de Biologia Molecular do Centro de Ciências Exatas e da Natureza (CCEN) e coordenadora da pesquisa já patenteada pela UFPB, o estudo surgiu a partir do conhecimento popular e científico sobre as propriedades e os benefícios do leite caprino à saúde humana.

“Buscávamos estudar as proteínas bioativas presentes no leite caprino, com o intuito de pesquisar novos compostos com atividades biológicas como a atividade antitumoral”, explicou a docente. Uma das etapas da pesquisa foi a avaliação da potencial atividade antiproliferativa do concentrado de proteína do soro frente a linhagem celular que corresponde a células de melanoma maligno humano.

Durante o teste, a atividade antiproliferativa em células da linhagem A375 (melanoma humano maligno) foi avaliada in vitro, de forma a observar a proliferação das linhagens tumorais e não tumorais expostas a diferentes concentrações das proteínas em diferentes períodos de tempo.

“Podemos observar, nos resultados do teste in vitro da atividade antiproliferativa do soro do leite caprino, que a concentração de 1 mg/mL foi a mais efetiva na inibição da proliferação de células de melanoma maligno, apresentando um percentual de inibição de 66,8%, nas primeiras 24 horas e de 47% e 46% para 48 e 72 horas, respectivamente”, explicou a pesquisadora.

Parcerias – A pesquisa surgiu a partir de um projeto financiado pelo CNPq e em parceria com Instituto de Desenvolvimento da Paraíba (IDEP) . Os estudos foram conduzidos no Laboratório de Química de Proteínas e Peptídeos – LQPP/UFPB, em parceria com o professor Dr. Luciano da Silva Pinto da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), no Rio Grande do Sul. O projeto também fez parte da dissertação de mestrado de Maria Isabel Ferreira Campos, do Programa de Pós-graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos da UFPB. Também participaram mais dois pesquisadores: professor Dr. Carlos Alberto de Almeida Gadelha, do Departamento de Biologia Molecular da UFPB, e Samantha de Oliveira Lima, graduanda em Ciências Biológicas (UFPB).

Benefícios – É crescente a demanda por metabólitos naturais que possam desempenhar atividades sobre os diferentes níveis do câncer, aliados aos tratamentos convencionais. Além desse aspecto, o estudo também considerou que as proteínas do soro do leite de cabra podem modular funções fisiológicas do organismo e desempenhar efeitos funcionais, tais como no sistema cardiovascular por meio da modulação da pressão arterial, efeitos hipocolesterolêmicos e de controle do diabetes mellitus tipo 2; efeitos no sistema imune, a exemplo da atividade antibacteriana e antioxidante; no sistema nervoso, como agonistas e antagonistas de receptores opioides; e no sistema gastrointestinal, como controladores de apetite e moduladores da microbiota.

Acesse a notícia completa na página da UFPB.

Fonte: Aline Lins, UFPB.  Imagem: Pixabay.

Em suas publicações, o Canal Nutrição da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Canal Nutrição tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que  cadastrados no Canal Nutrição e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Canal Nutrição, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2021 Canal Nutrição | Canal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Alimentos, Alimentação, Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account