Notícia

Pesquisa aponta efeitos da redução de sódio na pressão arterial

O sódio promove a retenção de água na corrente sanguínea e com o tempo, o volume extra de sangue pode causar tensão e enrijecer os vasos sanguíneos, fazendo com que o coração trabalhe mais para manter o fluxo sanguíneo

Pixabay

Fonte

Associação Americana de Cardiologia

Data

segunda-feira, 22 fevereiro 2021 11:00

Áreas

Gastronomia. Nutrição Clínica. Nutrição Coletividades. Saúde Pública

Reduzir a ingestão de sódio em qualquer quantidade pode diminuir a pressão arterial a longo prazo – e pode beneficiar a todos, incluindo pessoas com pressão arterial normal, mostra uma nova pesquisa.

Embora a ligação entre o consumo de alimentos menos salgados e a redução da pressão arterial esteja bem estabelecida, os pesquisadores queriam entender a natureza exata da ligação em uma variedade de quantidades diárias de sódio, não simplesmente os resultados de consumir uma dieta rica em sal versus uma dieta pobre em sal.

Depois de analisar 85 estudos que acompanharam os participantes por até três anos, eles descobriram que qualquer redução no sódio diminui a pressão arterial sistólica (o número mais alto em uma leitura) e a pressão diastólica (o número mais baixo). Essa tendência foi observada em um espectro de níveis diários de sódio, sem nenhuma evidência de que havia um limite mínimo de benefício.

“Descobrimos que essa redução no sódio foi benéfica para pessoas que consomem quantidades muito baixas de sódio, com pressão arterial normal e em longo prazo”, disse o Dr. Marco Vinceti, autor sênior da pesquisa publicada na revista científica Circulation da Associação Americana de Cardiologia (AHA). o Dr. Vinceti é professor de epidemiologia e saúde pública na Escola de Medicina da Universidade de Modena e Reggio Emilia, na Itália, e professor adjunto na Escola de Saúde Pública da Universidade de Boston.

Muito sódio em seu sistema promove a retenção de água na corrente sanguínea. Com o tempo, o volume extra de sangue pode causar tensão e enrijecer os vasos sanguíneos, fazendo com que o coração trabalhe mais para manter o fluxo sanguíneo. Todo o processo pode levar a um risco aumentado de ataque cardíaco e derrame.

O limite diário ideal de sódio para manter a pressão arterial saudável e, assim, diminuir o risco de doenças cardiovasculares, é debatido há anos. Embora as pessoas precisem de um pouco de sódio – menos de 500 miligramas por dia – para manter as funções do corpo, a maioria dos americanos ingere muito sódio.

A pessoa média consome cerca de 3.400 mg de sódio por dia, e a maior parte provém de alimentos embalados e preparados, de acordo com as diretrizes dietéticas federais. Essas diretrizes recomendam que os adultos não consumam mais do que 2.300 mg por dia – cerca de 1 colher de chá de sal – para evitar hipertensão e doenças cardiovasculares. A AHA, no entanto, recomenda que a maioria dos adultos limite a ingestão diária a 1.500 mg.

O Dr. Vinceti disse que as descobertas do estudo apoiam a orientação da AHA. “Quanto mais baixo, melhor”, disse ele. “Mesmo abaixo de 1,5 gramas (1.500 mg), há uma queda na pressão arterial.”

De fato, para cada redução de 2.300 mg na ingestão de sódio, a pressão arterial sistólica caiu em média 5,6 milímetros de mercúrio e a pressão diastólica em 2,3 mmHg.

O estudo não é uma avaliação abrangente do sódio porque considerou apenas a pressão arterial como resultado, disse o Dr. Vinceti. No entanto, como a hipertensão não controlada é o principal fator de risco para doenças cardíacas, derrame e condições neurológicas como demência, “pensamos que este é provavelmente – como a maioria das pessoas pensa – o ponto mais importante a ser avaliado”, disse ele.

As descobertas sugerem que as pessoas que reduzem a ingestão de sódio por meio de uma dieta mais saudável podem ver impactos significativos na saúde cardiovascular. Dentre os estudos analisados, aqueles baseados em modificação da dieta apresentaram maior efeito do que aqueles que utilizaram outras intervenções.

Simplesmente comer de forma mais saudável pode estar tendo um efeito, disse o Dr. J. Brian Byrd, professor assistente de medicina interna na Escola de Medicina da Universidade de Michigan. Ele não estava envolvido no estudo.

“Apenas mudar a quantidade de sódio na dieta teve um efeito no estudo, sem dúvida. Mas parece que você aumenta esse efeito quando melhora sua dieta em geral”, disse o Dr. Byrd.

Para aqueles que buscam reduzir a pressão arterial e o risco de doenças cardiovasculares, o Dr. Byrd disse: “uma das mensagens parece ser que mudar a dieta para uma mais saudável será ainda mais poderoso do que apenas reduzir o sal”.

Acesse o artigo científico completo (em inglês).

Acesse a notícia na página da Associação Americana de Cardiologia (em inglês).

Fonte: Kat Long, Associação Americana de Cardiologia.  Imagem: Pixabay.

Em suas publicações, o Canal Nutrição da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Canal Nutrição tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que  cadastrados no Canal Nutrição e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Canal Nutrição, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2021 Canal Nutrição | Canal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Alimentos, Alimentação, Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account