Notícia

Estudo mostra que a simples troca de sal pode evitar milhões de óbitos a cada ano

Para os participantes da pesquisa que usaram o substituto do sal, os pesquisadores descobriram que o risco de derrame cerebral foi reduzido em 14 %, o total de eventos cardiovasculares em 13 % e morte prematura em 12 %

Pixabay

Fonte

Instituto George para Saúde Global

Data

sexta-feira, 3 setembro 2021 16:15

Áreas

Nutrição Clínica. Saúde Pública

Substituir o sal de mesa por um ‘substituto do sal’ com adição de sódio e potássio reduz significativamente as taxas de acidente vascular cerebral, ataque cardíaco e morte, de acordo com os resultados de um dos maiores estudos de intervenção dietética já realizados.

Apresentados  no Congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia em Paris e publicados na revista científica New England Journal of Medicine, os resultados também mostraram que não houve efeitos prejudiciais do substituto do sal.

Altos níveis de ingestão de sódio e baixos níveis de ingestão de potássio são comuns, e ambos estão relacionados à hipertensão e maiores riscos de derrame, doenças cardíacas e óbito prematuro. Usar um substituto do sal – onde parte do cloreto de sódio é substituído por cloreto de potássio – resolve os dois problemas ao mesmo tempo. Os substitutos do sal são conhecidos por reduzir a pressão arterial, mas seus efeitos sobre doenças cardíacas, derrame e óbito não eram claros, até agora.

O pesquisador principal, professor Dr. Bruce Neal, do Instituto George para Saúde Global, disse que a escala do benefício visto no estudo poderia prevenir milhões de mortes prematuras se os substitutos do sal fossem amplamente adotados.

“Quase todo mundo come mais sal do que deveria. Mudar para um substituto do sal é algo que todos poderiam fazer se substitutos do sal estivessem nas prateleiras dos supermercados ”, disse o pesquisador.

“Melhor ainda, embora os substitutos do sal sejam um pouco mais caros do que o sal comum, eles ainda têm um custo muito baixo – apenas alguns dólares por ano para fazer a mudança”, completou o Dr. Neal.

“Além de mostrar benefícios claros para resultados de saúde importantes, nosso estudo também elimina as preocupações sobre os possíveis riscos. Não vimos nenhuma indicação de qualquer dano do potássio adicionado no substituto do sal. Certamente, os pacientes com doença renal grave não devem usar substitutos do sal, mas também precisam se manter longe do sal comum ”, acrescentou o professor Neal.

O Estudo de substituto de sal e derrame inscreveu 21.000 adultos com histórico de derrame ou pressão arterial mal controlada de 600 aldeias em áreas rurais de cinco províncias da China – Hebei, Liaoning, Ningxia, Shanxi e Shaanxi entre abril de 2014 e janeiro de 2015.

Os participantes nas aldeias de intervenção receberam substituto de sal suficiente para cobrir todos os requisitos de cozinha doméstica e preservação de alimentos – cerca de 20g por pessoa por dia – gratuitamente. Os das outras aldeias continuaram a usar sal comum.

Durante acompanhamento médio de quase cinco anos, mais de 3.000 pessoas tiveram um derrame. Para aqueles que usaram o substituto do sal, os pesquisadores descobriram que o risco de derrame cerebral foi reduzido em 14 %, o total de eventos cardiovasculares (derrames e ataques cardíacos combinados) em 13 % e morte prematura em 12 %.

O professor Neal disse que, como os substitutos do sal são relativamente baratos (cerca de US $ 1,62 por quilo contra US $ 1,08 por quilo do sal comum na China), eles provavelmente também serão muito econômicos.

“No ano passado, um estudo de modelo feito para a China sugeriu que cerca de 400.000 mortes prematuras poderiam ser evitadas a cada ano pela adoção nacional de substituto do sal. Nossos resultados agora confirmam isso. Se o sal fosse trocado por um substituto do sal em todo o mundo, haveria vários milhões de mortes prematuras evitadas a cada ano ”, disse o pesquisador.

“Esta é simplesmente a pesquisa mais valiosa em que já estive envolvido. Trocar o sal de mesa por um substituto do sal é uma oportunidade altamente viável e de baixo custo para obter um enorme benefício à saúde global ” completou o pequiador.

Como resultado do estudo, os pesquisadores do Instituto George solicitam as seguintes ações:

  • Os fabricantes e varejistas de sal em todo o mundo devem mudar para a produção e comercialização de substituto do sal em escala
  • Os governos em todo o mundo devem criar políticas para promover o substituto do sal e desencorajar o uso regular do sal
  • Os consumidores em todo o mundo devem cozinhar, temperar e conservar os alimentos com substituto do sal, não o sal comum

Acesse o resumo do artigo científico (em inglês).

Acesse a notícia completa na página do Instituto George para Saúde Global (em inglês).

Fonte: Instituto George para Saúde Global. Imagem: Pixabay.

Em suas publicações, o Canal Nutrição da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Canal Nutrição tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que  cadastrados no Canal Nutrição e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Canal Nutrição, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2021 Canal Nutrição | Canal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Alimentos, Alimentação, Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account