Notícia

Exposição ambiental precoce pode afetar o epigenoma hepático

A exposição a certas substâncias químicas ambientais no início da vida, associada a uma dieta rica em gordura no adulto, torna o organismo mais vulnerável à disfunção metabólica

Freepik

Fonte

Baylor College of Medicine 

Data

terça-feira, 2 junho 2020 14:40

Áreas

Nutrição Clínica

Você já ouviu muitas vezes “Você é o que você come”, mas, de acordo com uma pesquisa do Baylor College of Medicine, nos Estados Unidos, a nova frase poderia ser “Você é aquilo a que você está exposto”. Novas pesquisas mostram que, em modelos animais, o epigenoma hepático é alterado permanentemente quando exposto a certas substâncias químicas do ambiente, no início da vida, quando o fígado está se desenvolvendo, tornando o organismo mais vulnerável à disfunção metabólica desencadeada pela dieta posteriormente.

As descobertas, publicadas na revista científica Nature Communications, mostram como a exposição a produtos químicos reprograma o epigenoma hepático, envelhecendo-o mais rapidamente.

“Em nosso estudo, descobrimos que mesmo uma breve exposição a determinados produtos químicos enquanto o fígado se desenvolve prematuramente envelhece o epigenoma hepático. A exposição a esses produtos químicos desreguladores endócrinos (EDCs) faz com que o fígado jovem adquira uma assinatura epigenômica adulta”, disse a Dra. Cheryl Walker, professora e diretora do Centro de Saúde Ambiental de Precisão do Baylor College e principal autora do estudo. “No entanto, esse envelhecimento prematuro do epigenoma não afeta a saúde até mais tarde na vida e após a exposição a uma dieta rica em gordura”, ressaltou a especialista.

O epigenoma às vezes é chamado de “software” ou “sistema operacional” do genoma. É composto de pequenas modificações químicas no DNA e nas proteínas que compõem nossos cromossomos e controla a atividade de todos os genes dentro do genoma. Durante o início da vida, à medida que nossos órgãos se desenvolvem, o epigenoma guia e muda junto com os marcos normais do desenvolvimento. A exposição a um EDC durante esse processo pode causar uma reprogramação generalizada desse “software” e essa reprogramação persiste pela vida do indivíduo. Dependendo do órgão, a janela de vulnerabilidade para esta reprogramação pode estar aberta a qualquer momento, desde o desenvolvimento no útero até a infância e adolescência, dependendo de quanto tempo dura o desenvolvimento normal.

“Em um fígado saudável, vemos o epigenona passar por um processo normal de envelhecimento. Em nosso estudo, após a exposição a um EDC, conseguimos ver esse processo acelerado. Portanto, um camundongo de 6 dias de idade tinha o mesmo epigenoma que normalmente veríamos em um animal adulto. O efeito dessa alteração na função metabólica não foi imediato; ao contrário, era como uma bomba-relógio, que só foi acionada quando trocamos a dieta dos animais ao estilo ocidental, rica em gordura, açúcar e colesterol”, disse a Dra. Cheryl Walker.

Os camundongos que foram expostos precocemente ao EDC e mais tarde a uma dieta do estilo ocidental foram mais suscetíveis à disfunção metabólica do que aqueles que tinham a mesma exposição ao EDC, mas mantidos em uma dieta saudável. Aqueles que permaneceram em uma dieta saudável, apesar de seu epigenoma ter sido reprogramado, não mostraram as mesmas alterações na expressão de genes que controlam o metabolismo ou acúmulo de lipídios no soro, observados em animais com dieta de alto teor de gordura, açúcar e colesterol.

“Este estudo mostra como as exposições ambientais afetam nossa saúde e a suscetibilidade a doenças, tanto no início quanto no final da vida. Isso também nos mostra que algumas pessoas podem ser mais afetadas negativamente por uma dieta rica em gordura quando adultas do que outras devido às exposições ambientais que tiveram no início de suas vidas”, concluiu a pesquisadora.

Acesse o artigo científico completo (em inglês).

Acesse a notícia completa na página do Baylor College of Medicine (em inglês).

Fonte: Graciela Gutierrez, Baylor College of Medicine. Imagem: Freepik.

Em suas publicações, o Canal Nutrição da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Canal Nutrição tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que  cadastrados no Canal Nutrição e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Canal Nutrição, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2020 Canal Nutrição | Canal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Alimentos, Alimentação, Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account