Notícia

Dieta brasileira e azeite extravirgem podem reduzir inflamações em obesos

DietBra combinada com o EVOO melhorou significativamente a contagem de leucócitos e a razão linfócitos/monócitos no final do período de acompanhamento

Freepik

Fonte

UFMG | Universidade Federal de Minas Gerais

Data

sexta-feira, 3 dezembro 2021 09:30

Áreas

Nutrição Clínica. Nutrição Coletividades. Nutrição Funcional. Saúde Pública

Em experimento com participação de pesquisadores da Escola de Enfermagem da UFMG, indivíduos com obesidade grave tiveram parâmetros inflamatórios reduzidos após 12 semanas de consumo de azeite extravirgem (EVOO) e dieta com padrão brasileiro (DietBra).

De acordo com o estudo, a DietBra combinada com o EVOO melhorou significativamente a contagem de leucócitos e a razão linfócitos/monócitos no final do período de acompanhamento.

Os resultados da pesquisa foram publicados na revista científica Nutrients e estão descritos no artigo ‘The effectiveness of extra virgin olive oil and the traditional Brazilian diet in reducing the inflammatory profile of individuals with severe obesity: A randomized clinical trial‘, cujo primeiro autor é o professor Dr. Rafael Longhi, do Departamento de Nutrição. “Esses achados fornecem evidências adicionais de que a dieta saudável brasileira combinada com azeite extravirgem pode influenciar positivamente na saúde dos pacientes com obesidade grave”, afirma o docente.

A dieta com padrão brasileiro é caracterizada pelo consumo, nas refeições principais, de arroz, feijão, uma pequena porção de carne magra e vegetais. Frutas, pão, leite e laticínios foram prescritos para as pequenas refeições dos participantes, que foram incentivados a evitar alimentos ultraprocessados.

Grupos
A pesquisa teve participação de 149 indivíduos de 18 a 65 anos, com índice de massa corporal maior ou igual a 35 kg/m², randomizados em três grupos de intervenção: 50 participantes no grupo EVOO; 49 no grupo DieTBra; e 50 no grupo DieTBra + EVOO.

Acesse o artigo científico completo (em inglês).

Acesse a notícia completa na página da UFMG.

Fonte:  Assessoria de Comunicação da Escola de Enfermagem da UFMG. Imagem: Freepik.

Em suas publicações, o Canal Nutrição da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Canal Nutrição tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que  cadastrados no Canal Nutrição e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Canal Nutrição, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2022 nutrição t4h | Notícias, Conteúdos e Rede Profissional nas áreas de Alimentos, Alimentação, Saúde e Tecnologias

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account