Notícia

Consumo de mais frutas e vegetais pode estar associado a menos estresse

Estudo analisou a ligação entre a ingestão de frutas e vegetais e os níveis de estresse de mais de 8.600 australianos com idades entre 25 e 91 anos

Freepik

Fonte

ECU | Universidade Edith Cowan

Data

quarta-feira, 9 junho 2021 17:55

Áreas

Ciência e Tecnologia de Alimentos . Nutrição Clínica. Nutrição Coletividades. Nutrição Funcional. Saúde Pública

Estudo analisou a ligação entre a ingestão de frutas e vegetais e os níveis de estresse de mais de 8.600 australianos com idades entre 25 e 91 participantes do Estudo Australiano de Diabetes, Obesidade e Estilo de Vida (AusDiab) do Baker Heart and Diabetes Institute.

As descobertas revelaram que pessoas que consumiram pelo menos 470g de frutas e vegetais diariamente tiveram níveis de estresse 10% mais baixos do que aqueles que consumiram menos de 230g. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda comer pelo menos 400g de frutas e vegetais por dia.

A pesquisadora principal Simone Radavelli-Bagatini candidata ao doutorado do Instituto de Pesquisa em Nutrição da ECU, disse que o estudo fortalece a ligação entre as dietas ricas em frutas e vegetais e o bem-estar mental.

“Descobrimos que as pessoas que ingerem mais frutas e vegetais ficam menos estressadas do que aquelas que ingerem menos, o que sugere que a dieta desempenha um papel fundamental no bem-estar mental”, disse Radavelli-Bagatini.

Um problema crescente

As condições de saúde mental são um problema crescente na Austrália e em todo o mundo. Cerca de um em cada dois australianos terá um problema de saúde mental durante a vida. Globalmente, aproximadamente 1 em cada 10 pessoas vive com um transtorno de saúde mental.

De acordo com Radavelli-Bagatini, algum estresse é considerado normal, mas a exposição a longo prazo pode afetar significativamente a saúde mental.

“O estresse de longo prazo e não gerenciado pode levar a uma série de problemas de saúde, incluindo doenças cardíacas, diabetes, depressão e ansiedade, então precisamos encontrar maneiras de prevenir e possivelmente aliviar os problemas de saúde mental no futuro”, disse Radavelli-Bagatini.

Os benefícios de uma dieta saudável são bem conhecidos, mas apenas 1 em cada 2 australianos comem as duas porções de frutas recomendadas por dia e menos de 1 em cada 10 comem as cinco porções de vegetais recomendadas por dia.

“Estudos anteriores mostraram a ligação entre o consumo de frutas e vegetais e o estresse em adultos jovens, mas esta é a primeira vez que vemos resultados semelhantes em adultos de todas as idades”, disse Radavelli-Bagatini.

“As descobertas do estudo enfatizam que é importante que as pessoas tenham uma dieta rica em frutas e vegetais para minimizar o estresse”, completou a pesquisadora.

Comida e humor

Embora os mecanismos por trás de como o consumo de frutas e vegetais influenciam o estresse ainda não estejam claros, Radavelli-Bagatini disse que os nutrientes essenciais podem ser um fator.

“Vegetais e frutas contêm nutrientes importantes como vitaminas, minerais, flavonóides e carotenóides que podem reduzir a inflamação e o estresse oxidativo e, portanto, melhorar o bem-estar mental”, disse ela.

“A inflamação e estresse oxidativo no corpo são fatores reconhecidos que podem levar ao aumento do estresse, ansiedade e diminuição do humor. Essas descobertas incentivam mais pesquisas sobre dieta e, especificamente, quais frutas e vegetais fornecem mais benefícios para a saúde mental”, completou a pesquisadora.

A pesquisa faz parte do Instituto de Pesquisa em Nutrição, recentemente lançado pela ECU, que visa investigar como a nutrição pode ajudar a prevenir e tratar condições crônicas de saúde.

O artigo ‘Fruit and vegetable intake is inversely associated with perceived stress across the adult lifespan’ foi publicado na revista científica Clinical Nutrition.

Acesse o resumo do artigo científico (em inglês).

Acesse a notícia completa na página da Universidade Edith Cowan (em inglês).

Fonte: Universidade Edith Cowan.  Imagem: Freepik.

Em suas publicações, o Canal Nutrição da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Canal Nutrição tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que  cadastrados no Canal Nutrição e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Canal Nutrição, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2021 Canal Nutrição | Canal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Alimentos, Alimentação, Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account